Receba nossos materiais, e-books e novidades

15 minutos para evitar problemas graves de saúde

07 mar 2018 - Releases

Criar o hábito da ginástica laboral no trabalho pode prevenir diversas doenças no futuro

 Ginastica laboral - divulgação 3

As primeiras informações de que se tem notícia sobre a ginástica laboral são da década de 1920. A atividade, que se refere a uma série de exercícios físicos realizados no ambiente de trabalho com objetivo de melhorar a saúde e evitar lesões, surgiu na Polônia como ginástica de pausa, destinada a funcionários de fábricas que trabalhavam com movimentos repetitivos. Desde então, quase cem anos depois, a ideia ganhou muitos adeptos, mas muitas pessoas que trabalham em escritórios – e permanecem sentados durante a maior parte do dia – não a praticam.

A ginástica laboral busca melhorar a saúde do trabalhador, evitar lesões por esforços repetitivos e algumas doenças ocupacionais. São exercícios físicos de baixa intensidade realizados no ambiente de trabalho, no horário de trabalho, em um curto período de tempo – até 15 minutos por dia – e baseados em diferentes alongamentos para cada função exercida pelo colaborador.

O professor de Educação Física da Faculdade Estácio, Fabrício Magalhães, explica que trabalhar sentado, somado à má alimentação e falta de exercícios, podem causar estresse e diversas doenças ocupacionais como asma e problemas na coluna. “Por isso, a ginástica laboral é tão importante. Além de aliviar o estresse, ela melhora a postura do corpo e, em longo prazo, pode até evitar lesões e doenças como, por exemplo, problemas graves na coluna, tendinite (inflamação de tendão) e tenossinovite (inflamação da membrana que recobre os tendões)”, conta.

Fabrício explica ainda que, se a pessoa que trabalha sentada puder tirar um tempo, é aconselhável se levantar a cada 30 minutos, dar uma rápida caminhada, alongar braços, tronco e pernas pelo menos três vezes durante seu expediente. O profissional alerta também que empresas que não promovem a atividade devem mudar e começar a incentivá-las, pois isso diminui os índices de acidentes de trabalho, melhora a produtividade da equipe e aumenta a interação entre funcionários.

Confira mais algumas dicas para fazer ginástica laboral em seu ambiente de trabalho:

– Em pé ou sentado, abra e feche a mão alternadamente, repetindo por 10 vezes.

– Com a postura ereta, suba os ombros, aproximando-os das orelhas e em seguida relaxe. Repita essa movimentação por 10 vezes.

– Em pé ou sentado, mantenha a postura ereta e as mãos na cintura, aproxime a orelha do ombro, incline a cabeça para a direita e para a esquerda, permanecendo em cada posição por 15 segundos.

– Sentado mais à frente na cadeira, mantenha uma perna flexionada e apoiada no solo e a outra esticada a frente e com o calcanhar apoiado. Curve para frente tentando alcançar com a mão a ponta do pé no lado da perna esticada. Este alongamento também pode ser realizado em pé, permaneça em cada posição por 15 segundos.


Compartilhe
Divulgação
Sobre Divulgação

Buscar no Site

Mais Vistos

k

Interativa Comunicação ® 2015; Todos os direitos reservados.