Receba nossos materiais, e-books e novidades

Por que temos tanta esperança com a passagem de ano?

10 jan 2019 - Blog

new-years-eveO significado de esperança assume formas diferentes para cada pessoa. Há os que se agarram a ela em todas as situações da vida. Os que lembram da sua existência apenas quando a vida impõe provações. E os pessimistas que preferem ignorá-la por completo e assumir que a vida é dura e pronto. Com a chegada no novo ano, no entanto, fica difícil desapegar-se dela. É tempo de olhar para o futuro, renovar pedidos, fazer votos, agarrar-se a superstições e desejar que o próximo ano seja melhor que o anterior.

Com apenas 10 dias de 2019, estamos retomando a rotina aos poucos, voltando ao trabalho, a escola, ao trânsito da cidade e carregados de novas oportunidades.  Parece papo de autoajuda?, mas não é assim. Como diria Charles Richard Snyder, um dos expoentes da psicologia positiva, temos a habilidade de gerar caminhos ou rotas para nossos  objetivos, acreditando que se podemos usá-los para chegar até o destino final, assim conseguimos realizá–los de fato.

Ter esperança, para muitos estudiosos,  é um bom sinal de saúde mental. A esperança está longe de constar entre os temas e sentimentos mais estudados pela ciência, mas vem ganhando espaço com os estudiosos da psicologia positiva, movimento que estuda as emoções positivas e a busca do homem pela felicidade. Os poucos estudos concluídos até agora mostraram que a esperança pode ajudar a combater e a prevenir doenças mentais e a dar força em tratamentos difíceis. Então se seu 2018 não foi tão legal, que tal começar este ano com o pensamento positivo?

Esse sentimento de virada de ano se resume em um desejo de que algo específico e concreto aconteça e que, além do caminho para chegar até lá, se tenha motivação para tal. Se, em 2018, vimos epidemias mundiais deixarem países inteiros em alerta, guerras eclodirem e amizades se desfazerem diante de disputas políticas e esportivas, eleições tenebrosas e crises  econômicas, 2019 promete dias melhores em várias áreas, especialmente em saúde, direitos humanos e política.

Confira algumas dicas que são capazes de elevar os níveis de esperança, para começar o ano com o pé direito:

1) Você deve ter objetivos de vida, trace metas transcendentes, em longo prazo.

2) Tenha confiança em você mesmo. Se alegre com pequenos feitos de cada vez.

3) Tente ser mais aberto e compreensivo com você mesmo, com outros, e com o mundo.

4)  Sorria mais, a prática do sorriso diário pode ser motivadora.

5) Pense em futuro positivo, a crença em um futuro positivo que guarda coisas boas.

“Quando não mais podemos mudar a situação — pensemos, por exemplo, em uma doença incurável —, somos desafiados a mudar nós mesmos” – Viktor Frankl (1905-1997).

Conheça também alguns símbolos de esperança:

  • A pomba

Na mitologia judaico-cristã, a pomba representa o Espírito Santo, que, na Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo), simboliza paz, pureza, simplicidade, harmonia, esperança e felicidade reencontrada. A conexão entre a pomba branca e a paz remonta a uma passagem do Antigo Testamento em que a ave foi solta por Noé após o dilúvio para que encontrasse terra firme. Após a viagem, ela volta trazendo um ramo de oliveira, como uma mensagem a Noé avisando-lhe de que o dilúvio havia baixado e que havia terra e esperança para o homem.

  • O trevo de quatro folhas

Acreditava-se, antigamente, que quem encontrasse um trevo de quatro folhas teria chance de ver fadas e, consequentemente, ter muita sorte e saúde na vida. Segundo a mitologia celta, os druidas, filósofos e conselheiros da sociedade, acreditavam que o trevo de quatro folhas trazia boa fortuna e, quem o possuísse, passaria a ter a sorte dos deuses. Há quem acredite que as quatro folhas representam esperança, fé, amor e sorte. Outras crenças dizem que simbolizam as quatro fases da lua, as estações do ano e ainda os elementos da natureza. Para algumas culturas, o trevo de quatro folhas é um amuleto.

  • A âncora

Para os marinheiros, a âncora representa um refúgio e a segurança em meio à tempestade. Por isso, é considerada um símbolo de firmeza, força, tranquilidade, esperança e fidelidade. Representa a parte estável do nosso ser, ou seja, aquela que, em meio às tempestades, é capaz de manter a estabilidade dos barcos.


Compartilhe
Guilherme Melo
Sobre Guilherme Melo

Estagiário na Interativa Comunicação e Eventos. Estudante apaixonado pelo curso, ama maratonar séries e livros. Seus hobbies também são viajar para cidades do interior, sair para lugares alternativos e acompanhar uma boa história em quadrinho.

Buscar no Site

Mais Vistos

k

Interativa Comunicação ® 2015; Todos os direitos reservados.