Receba nossos materiais, e-books e novidades

É boato ou verdade? Saiba como identificar fake news

12 abr 2018 - Blog
fakenewss arte

Confira como identificar o termo que ficou conhecido no mundo todo nesses últimos dois anos

“Presidente regional do PDT ordena que militância pró-Dilma vá armada no domingo” ou “Pastor atira mulher no chão em culto e ela fica tetraplégica”. Se você não viu essas manchetes espalhadas na internet, talvez tenha se deparado com outras igualmente mentirosas. Esses títulos, assim como muitos outros, são fake news, ou notícias falsas.

Embora as fake news não tenham surgido agora, seu uso e impacto se tornaram mais amplos no contexto digital. É fato que as redes sociais se tornaram uma fonte inesgotável de informação. Através delas, a maioria das pessoas fica sabendo o que acontece ao seu redor e no mundo. Historicamente, ‘”boatos” já tiveram bastante repercussão, mas o que faz deles mais impactantes agora é justamente a rapidez como podem ser compartilhados. Ou seja, com as redes sociais ficou muito mais fácil propagar notícias falsas.

E por isso, a apreensão com os resultados das fakes news cresceram nos últimos anos. A própria ONU já declarou, em março de 2017, que notícias falsas são uma preocupação global, já que a desinformação pode destruir reputações, a privacidade e incentivar a violência, discriminação e hostilidade contra certos grupos de pessoas.

Para as eleições 2018 a Justiça Eleitoral poderá punir quem publicar fake news nas redes sociais durante a campanha eleitoral. “O usuário que publicar ou compartilhar notícias falsas poderá ter o conteúdo retirado do ar”. A previsão consta das resoluções publicadas pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Até o papa Francisco já condenou, em janeiro desse ano, a disseminação de fakes news. Segundo o pontífice “As notícias falsas são um sinal de intolerância e de atitudes hipersensíveis e levam apenas à propagação da arrogância e do ódio. Esse é o resultado da mentira”.

Fake News já tem o termo disponível até mesmo em alguns dicionários

Fake News já tem o termo disponível até mesmo em alguns dicionários

Então, antes de compartilhar ou acreditar em uma notícia, vale a pena descobrir: será que é mais uma fake news? Abaixo separamos algumas dicas para te ajudar a se proteger (e identificar) estas notícias falsas:

Atenção à data: Muitas notícias antigas são compartilhadas como novas. Fique de olho.

Cheque o veículo: Analise o site em que foi veiculada a notícia. Olhe se ele tem descrição de missão, equipe e contato. Na dúvida, sempre procure pelo mesmo assunto em outras fontes de informação confiáveis.

Leia a matéria completa: Antes de clicar no botão de compartilhar, leia a matéria completa, não apenas sua chamada.

Cheque outras notícias do mesmo site: Antes de confiar na veracidade de uma notícia em questão, leia outros artigos desse mesmo site e cheque se já foram desmentidos.

Pesquise sobre o autor e as fontes: O autor existe mesmo e é confiável? Se o site sequer der o nome do autor da matéria, já é motivo para desconfiar. E quanto às fontes, é importante que elas estejam presentes ao longo do texto, assim como referências e possíveis dados científicos. Pesquise sobre eles também.


Compartilhe
Thais Rocha
Sobre Thais Rocha

Analista de Comunicação na Interativa. É Jornalista desde 2013. Não pode ver um animal abandonado que já quer levar para casa, por isso, nas horas livres ajuda vários abrigos de proteção. Gosta de Chico Buarque, filmes, séries, livros, coisas antigas e café.

Buscar no Site

Mais Vistos

k

Interativa Comunicação ® 2015; Todos os direitos reservados.